Intoxicação em frigorífico de Rondônia já afetou 300 funcionários

sergio 30 de agosto de 2017 0

Cerca de 300 funcionários do frigorífico Minerva, em Rolim de Moura (RO), já procuraram o Hospital Municipal por causa de uma intoxicação alimentar. Só na semana passada, 260 vítimas precisaram de atendimentos de emergência ao passarem mal no trabalho. Segundo o diretor da unidade hospitalar, 18 novos trabalhadores foram no hospital na segunda-feira (28) com os mesmos sintomas e mais 23 nesta terça-feira (29).

Uma comissão formada por representantes da saúde iniciou uma investigação para descobrir o que realmente vem causando essa intoxicação nos trabalhadores.

Os principais sintomas apresentados pelos funcionários são diarreia, vômito, dores abdominais e febre.

No sábado (26), o hospital atendeu 260 funcionários do frigorífico. Já no domingo (27) foram mais 35 atendimentos, todos reincidentes.

Na segunda-feira, mais novos 18 funcionários procuraram ajuda médica, se queixando dos mesmos sintomas, segundo o diretor da unidade hospitalar.

“Nós montamos uma comissão com vários órgãos relacionados a saúde, onde estão iniciando uma investigação para descobrir o que realmente vem causando essa indisposição nesses funcionários. O que nos preocupa é que novos casos continuam surgindo e para que seja tratado nós precisamos saber com que estamos lidando”, disse Candil.

Nesta terça-feira, segundo o coordenador da Vigilância Sanitária do município, Arildo dos Santos, mais 23 trabalhadores que não tinham apesentado os sintomas precisaram ser atendidos.

“Foram encaminhadas 10 pessoas para o hospital e 13 foram atendidas no ambulatório do frigorífico. Todas com os mesmos problemas das demais”, relata.

Investigação

A Secretaria Municipal de Saúde de Rolim de Moura colheu amostras dos pacientes para que sejam encaminhados ao Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen).

“Coletamos amostras de água do local e sangue e fezes dos funcionários para exames. Também orientamos o pessoal a ter bastante cuidado com alimentação e com a água. Além, disso os instruímos a procurar ao médico rápido possível todas as vezes que apresentarem os sintomas”, revela Arildo.Na manhã de terça-feira, uma equipe da vigilância sanitária de Rolim de Moura, esteve no frigorífico fazendo uma vistoria nas instalações e um laudo será emitido até o final do dia.

Fonte: G1